quarta-feira, 9 de julho de 2008

Somente quatro deputados votaram pelo PL1135/91

De acordo com a Agência Câmara, além de José Genoíno (PT/SP), votaram pela constitucionalidade do projeto abortista os deputados Eduardo Valverde (PT-RO), José Eduardo Cardozo (PT-SP) e Regis de Oliveira (PSC-SP).

4 comentários:

IKMOBILE disse...

Olá!
O aborto é uma das maiores covardias do ser humano.
Mas somente PROIBIRMOS. seremos, no mínimo, INGÊNUOS.
As mulheres brasileiras continuam abortando em massa.
Qualqer profissional da saúde pode atestar isso.
É preciso que o Estado ASSUMA DE VÊZ A RESPONSABILIDADE POR ZELAR DESSAS VIDAS QUE SÃO CEIFADAS TODOS OS DIAS!
Nunca vi alguém ser preso, sequer processado, porque abortou (ou realizou).
SIMPLESMENTE PROIBIR (Como se brasileiros se preocupasem com proibições), É CONTRAPRODUCENTE, porque faz com que a sociedade se omita em seu dia-a-dia, na luta e no trabalho sério que deve ser focado NAS CAUSAS DO PROBLEMA.


www.knwork.com

Fábio disse...

Deo Gratias!!!
Fiquei extremamente feliz ao saber que o projeto havia sido rejeitado.
Creio também que "Os fundadores" tiveram grande participação nisso.
Nossa Senhora os abençoe.

VIVA CRISTO REI!!!!!

J. Eduardo disse...

Nós Católicos e demais irmãos Cristãos devemos anotar esses 4 nomes como de deputados (com minúsculas mesmo) inelegíveis.

nandoaimola disse...

É BOM A GENTE MARCAR PRA VALER O NOME DESTES DEPUTADOS SEM CARÁTER,E SEM DEUS NO CORAÇÃO,PARA QUE NUNCA MAIS VENHAM A SE ELEGER,É LAMENTÁVEL QUE ASSUNTOS TÃO IMPORTANTES DO NOSSO PAÍS SEJAM DECIDIDOS POR PESSOAS TÃO COVARDES,MAS TENHO CERTEZA QUE A JUSTIÇA DIVINA NÃO FALHA E ESSES MESMOS COVARDES UM DIA VÃO ACHAR O QUE MERECEM.


www.tokadojaka.blogspot.com